terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Ora pois então, diz o calendário que hoje é o primeiro dia do ano da graça de 2013.

Estou para ver se vai ser realmente da graça ou não. Quer dizer, eu acredito que vai ser bom. Diz que é preciso acreditar, não é? Mandar energias positivas para o Universo para ele retribuir e não sei quê...

Pois então, Universo, é assim: isto é para ser bom, está bem? É que 2012 foi assim para o estranho. Nos últimos meses, os meus amigos fizeram-me muitos cabelos brancos. Amigos desempregados, amigos doentes, familiares de amigos doentes, familiares de amigos que faleceram. Sustos, desilusões, arrelias, despedidas... Não está certo. E vá, que podia ter sido bem pior! No fundo, a maioria das coisas foram resolvendo-se e para as outras ainda há esperança para quase todas.

Portanto, em 2013 é para continuar a parte do desenvolvimento positivo, sim? Se faz favor, pronto.

E que se lixe a crise, a troika, os impostos, as greves (senhores da CP, perderam quase todo o meu respeito este ano, só para que saibam). Como a minha amiga T., eu peço é saúde! Saúdinha, isso sim é importante, que o resto arranja-se. Mas ó Universo, se quiseres mandar emprego para os meus amiguitos que estão a precisar, um tostãozinho maior ao fim do mês, uma casita pequeniiiina, uma máquina fotográfica também pode ser, e, e... Ok, eu páro :) Saúde, para mim e para os que moram cá "dentro". :)


2 comentários:

Tete disse...

E como acho que andas com pouco que fazer, toma lá o Liebster Award (a explicação está no meu blog :)).

Joana disse...

Pois, eu li no próprio dia em que escreveste esse post, mas tive preguiça de responder lol Entretanto, não tenho lido blogs, só regressei a estas vidas no outro dia :P