domingo, 8 de setembro de 2013

:/

É de manhã que sinto mais medo. É de manhã, ao acordar, que tudo me parece mais difícil de conseguir. Não sei porquê. Talvez o sono seja como a névoa num floresta, enchendo-me de dúvidas à medida que caminho. Se estiver preocupada com alguma coisa, é certo e sabido que acordo a pensar nas mil coisas relacionadas com esse assunto que podem dar para o torto. É geralmente de manhãzinha que acho que não vou ser capaz de alguma coisa. Depois desperto realmente, abro o estore, deixo entrar a luz do dia, e a coisa lá vai passando e boa parte das vezes os receios acalmam muito.

O medo é coisa mesmo poderosa.

Há gente que tem medo de tudo o que lhes é exterior. Eu tenho medo sobretudo de mim. De não ser capaz... De ser pequenina toda a vida. De um dia olhar para trás e achar que fiz tão pouco do que queria fazer.

4 comentários:

Tété disse...

Pois a mim é à noite que o medo me invade. Quando me deito e começo a pensar em tudo o que quero fazer e não sei se consigo, em tudo o que pode correr mal. De manhã quando acordo tenho sempre mais força e mais esperança. :)

Fora tudo isto, somos capazes de tudo. :) É simples. Pode custar, podemos demorar mais do que o previsto, mas somos capazes. E eu, que te conheço, sei bem que és capaz de fazer tudo o que quiseres fazer.

O carteira vazia disse...

Pedimos desculpa mas é apenas para divulgar. Um casal, a crise, poupanças e histórias de quem vive a crise como muitos outros, mas onde a poupança é o melhor remédio. Pode passar a mensagem…? Obrigado!

http://ocarteiravazia.blogspot.com/

Cátia Lima disse...

Ai como te compreendo... também tenho "MEDO" e cada vez percebo mais que esses medos me tiram a força toda... mas Joaninha, depois vêm aquelas pessoas , que por serem amigas, ou talvez nem só por isso, nos dizem que temos mais força do que pensamos... e nós pensamos: malvadas, é mentira :\ lol

Joana disse...

Não é nada mentira, Cátia, o que nos tira a força é pensar que não a temos. O medo vai-te fazendo mais forte à medida que o vais superando, devagarinho.
Não podemos esperar que nos digam a força que temos, se é muita, se é pouca. Essas pessoas só querem incentivar-te a ver o quanto tens dentro de ti (elas já vêem, só faltas tu).

Tété, podes crer que somos capazes de muita coisa, tu e eu ;)